Cidade Arborizada: Comparando Nova York, Paris e São Paulo com o Índice Visão Verde

Um bairro rodeado de natureza tem muitos benefícios. Além de ajudar na redução das temperaturas, na prevenção de enchentes e amenizar os efeitos da poluição, as árvores colaboram para um ambiente mais harmonioso, equilibrado e confortável. É por isso que uma cidade arborizada faz toda a diferença na qualidade de vida.

A quantidade de vegetação nas metrópoles

O assunto é tão importante que tem sido estudado por profissionais ao longo dos anos. Em 2015, o Fórum Econômico Mundial divulgou que o aumento da cobertura vegetal deveria ser uma das iniciativas essenciais adotadas pelas grandes metrópoles.

preocupação com o tema fez com que a instituição colaborasse com o projeto Treepedia, desenvolvido por pesquisadores do MIT – Instituto de Tecnologia de Massachusetts. Por meio de dados do Google Street View, eles analisaram a quantidade de cobertura verde em importantes cidades do mundo como Londres, Paris, Nova York e São Paulo.

Analisando os bairros de uma cidade arborizada

Ao reunir esses dados, os pesquisadores criaram uma plataforma em que é possível observar o total de vegetação de um bairro por meio de pontos verdes e comparar a posição de cada região em relação à média da cobertura vegetal metropolitana. Esses dados, chamados de Índice de Visão Verde, podem ser acessados no site da Treepedia.

Em vez de contar o número de árvores, o projeto analisa a quantidade de pontos verdes nas ruas, sem incluir os parques. A ideia é avaliar a sustentabilidade da vizinhança e analisar a qualidade de vida do bairro. Ao analisarmos São Paulo, por exemplo, vemos que o Alto de Pinheiros é um dos bairros mais arborizados da capital.

Grandes metrópoles e suas áreas verdes

Oslo (Noruega) e Montreal (Canadá) estão entre as cidades com mais quantidade de árvores, totalizando, respectivamente, 25,5% e 28,8% de Índice de Visão Verde. No entanto, são regiões que contam com baixa densidade populacional. Em relação a metrópoles maiores, destaca-se Nova York (Estados Unidos), com índice de 13,5%, seguida de São Paulo (Brasil), com 11,7%, e Paris (França), com 8,8%.

Em harmonia com o meio ambiente

Morar em uma cidade arborizada é uma preocupação cada vez mais frequente da população, que tem buscado maneiras de viver em harmonia com o meio ambiente. Os projetos de arquitetura ecológica, por exemplo, são cada vez mais procurados e admirados por serem construções que se preocupam em causar o menor impacto possível à natureza.

Quer conhecer um empreendimento rodeado de verde e de bem-estar? Visite o Reserva Alto de Pinheiros. Acesse o site e saiba mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *