As-melhores-vantagens-para-investir-em-imóveis-de-curta-temporada

As vantagens de investir em imóveis para locação de curta temporada

Em tempos de crise, alugar um imóvel tem sido um desafio muito maior que nos últimos anos.

Mas nada que a boa criatividade do brasileiro e os novos formatos tecnológicos pudessem nos ajudar a manter nossos patrimônios com rendimentos mensais: estamos falando do aluguel de curta temporada.

Para quem ainda não conhece esta modalidade de investimento, alugar um imóvel para curta temporada é aumentar a rotatividade de hóspedes no seu imóvel, trazendo mais flexibilidade e dinamismo para seus retornos.

Assim, ao invés de você deixar o patrimônio parado à espera de um inquilino fixo, com contrato longo, você abre seu apartamento para pequenas hospedagens, de curtas temporadas.

Nós reunimos abaixo uma série de vantagens que vão fazer você querer alugar seu imóvel para curta temporada hoje mesmo. Duvida? Então veja só:

Rendimentos Maiores na Sazonalidade

Quem aluga imóvel com contratos longos e valores fixos tem a vantagem da garantia do rendimento, porém, em algumas localizações, este mesmo imóvel pode valorizar consideravelmente durante algumas épocas do ano, como Carnaval, férias, Ano Novo e feriados longos.

Controle do seu Patrimônio

Quando alugamos para um inquilino fixo, acabamos caindo no conforto e na comodidade do rendimento, o que pode nos deixar um pouco longe do nosso imóvel por um período muito longo.

É claro que não são todos os inquilinos que dão trabalho, mas é importante estarmos de olho no estado do nosso imóvel e garantir sua valorização máxima.

No aluguel de curta temporada a história é diferente.

Com a rotatividade maior de hóspedes, você – ou alguém responsável e de sua confiança – estará sempre por perto, arrumando a casa e garantindo uma depreciação menor ao seu patrimônio.

Vantagem para quem se hospeda

A vantagem também é boa para o outro lado. Em 2018, o Airbnb – o maior serviço digital de aluguéis de curta temporada – registrou aumento de 71% nas buscas desta modalidade. Só no Brasil são mais de 3 milhões de hóspedes.

Outra pesquisa, feita pelo site Mercado Livre, mostra que desde 2015 este número vem subindo, o que dá a entender que estamos vivendo hoje uma curva de alta e que a tendência é continuar subindo.

Ou seja, estar fora deste investimento de aluguéis de curta temporada pode não ser uma boa ideia!

Na mesma pesquisa fica claro que a hospedagem e a acomodação não são as prioridades para o turista.

Então, investir em hotéis e pousadas, que no geral são mais caras que aluguéis de curta temporada, não faz tão parte dos planos na hora de escolher destino e viagem.

Menos burocracia

Se você utilizar aplicativos como o Airbnb vai ver como o processo de locação é muito mais simples quando se trata de um aluguel por temporada.

Basta você e o hóspede entrarem em contato pelo aplicativo, discutir diárias, valores e fechar a compra.

O dinheiro é recebido em até 1 dia útil após o check-in e você ainda tem possibilidades de receber garantia e seguro da plataforma.

Gostou das dicas? Não perca mais tempo e comece hoje mesmo a planejar seu próximo investimento: o aluguel de curta temporada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *